terça-feira, dezembro 13, 2011

Tempo

Passei anos sem ter tempo.

Vivi ocupada com o presente, sem tempo para parar e pensar ou até mesmo recordar.

Um mundo de tarefas, filhas a cuidar, a carreira, os poucos tempos livres bem aproveitados, as noites para descansar e no dia a seguir tudo se repetia, e na semana a seguir e no mês a seguir...

Passaram os meses, as semanas, os dias e o tempo deixou de voar sem sentido, tudo ficou mais sereno mais tranquilo.

Não havia que transportar as filhas, nem deveres para ajudar, nem noites mal dormidas, nem correrias para aqui e para ali...

Ficou o tempo.

O tempo para ocupar com novas coisas.

Que coisas?

No ínicio era estranho havia tempo a mais...

A carreira mantinha-se a lufa lufa do ir e voltar para o emprego idem, mas sem pressa, com calma...

Depois veio a aprendizagem de viver esse tempo mais livre.

Cada dia tem mais tempo para ser saboreado...

Cada história vivida, fica com tempo para ser recordada...

Cada momento do dia tem tempo de ser revisto.

Cada ano que passa é mais valorizado.

Cada mês que se ultrapassa tem mais valor.

Cada dia que se consome faz mais sentido.

Porque só a idade me devolveu o que não tinha:

Tempo.


Beijinhos

Com muito tempo da

Vossa

Luisa

1 comentário:

Pjsoueu disse...

Gosto: Cumadri: sim gosto.

Gosto do tempo quando o tempo me dá tempo para saborear o tempo que tenho coma minha cumadri"

Beijinhos