terça-feira, janeiro 22, 2008

Fragilidade

borboleta

Fragilidade,
uma palavra entre as muitas que a ti se aplicam.

És criança,
inocente,
doce,
dependente dos adultos,
em termos de saúde,
educação,
carinhos e
desvelos...

Frágil como uma borboleta,
que precisa de cuidados imensos,
para que, no dia que tenhas força,
poderes voar,e a fragilidade dê lugar
á força e á coragem de bateres
as asas rumo ao desconhecido.

Mas, para já ,aninha-te no meu colo,
adormece nos meus braços,
deixa que te cuide e te cubra de beijos,
sê minha, mesmo que só aos bocadinhos,
que eu com pouco me contento,
apenas preciso sentir-te e saber
que em ti um pouco de mim existe.

O amor que te tenho não é frágil,
mas forte, sereno e seguro,
como um porto de abrigo,
disponível e á tua espera sempre,
porque amar querida,
não é competir, mas dar...

Por isso só te sei amar assim,
dando tudo o que de melhor tenho
dentro do meu coração.

Amo-te profundamente Lara.


1 comentário:

Dianinha disse...

Isso é que é inspiração Vó Uiza...
Dê um beijinho meu á larita por me emprestar ás vezes a avózinha dela. Beijoquinhas doces