terça-feira, outubro 21, 2008

Cartas na Mesa

cartas





Terei de colocar a seu tempo as "cartas na mesa"...
Abrir o jogo dos meus sentimentos, dissabores e mágoas.
Sem pretender ser uma Super Mãe, Super Avó e Super Mulher, que todos esperam que eu seja, doa a quem doer...
Sou Mulher sim, mas não me peçam que seja mais que isso.
Não vou adiar as conversas que trago oprimidas dentro de mim, não vou baixar a cabeça perante a razão que me assiste, a bem da "nação"...
Corro o risco de ser duramente penalizada, porque o que convém é que eu não estrebuche, e acate tudo, como lhes dá jeito.
Se a penalidade for uma perda...
Que seja.
Os desígnios de Deus são imensos, e sempre os aceitei, só que não estou preparada para ficar sem ela... não estou nem nunca estarei...
Mas urge que sim, que as cartas surjam todas, uma após outra, para que os jogos que comigo fazem , terminem sem vencedores, mas com a cartada certa que se chama respeito e razão.
Se nunca fui cobarde em tantos anos de vida, não o sei ser agora...
Tenho tempo, não tenho pressa, e no momento certo as cartas serão deitadas, devidamente justificadas com tranqulidade e rigor.
E acredito que só dessa forma finalmente eu apaziguo esta dor.

4 comentários:

ANJA! disse...

Luisa,amiga força!
NUNCA PERCAS O QUE É DE TI,
ABRAÇA O QUE ÉS SEMPRE!!!
E assim sempre serás a melhor,
porque és tu,verdadeira!
Uma beijoca da tua Anja...

Teresinha disse...

Querida
FORÇA como eu te entendo temos que engolir muita coisa mas há uma altura que já não dá. POR ISSO VAI EM FRENTE E DOA A QUEM DOER AS COISAS TEEM QUE SER POSTAS NO SEU DEVIDO LUGAR. vAIS VER QUE TUDO SE RESOLVE POR BEM.
Tua amiga do coração
Teresa

sonhos disse...

Luisa amiga

Como eu te entendo, joga sim poê as cartas na mesa, pelo respeito pela razão, com serenidade, tranquilidade.

Beijinhos

Nemogeleia disse...

A vida tem destas coisas e nem sempre dela temos o que sempre queremos. Espero bem que esse amargos de boca sejam resolvidos por doces boca, e esse revolta desapareça.
Bjs