segunda-feira, outubro 20, 2008

Down...

Tenho conseguido nos últimos anos da minha vida, auto-disciplinar as minhas emoções, de modo a tentar "estar sempre bem".

É uma tarefa árdua e muitas vezes dolorosa, mas tenho conseguido.

Sem verter lágrimas, sem gritar o que me vai na alma quando me magoam gratuitamente, (e isso tem sucedido vezes de mais), sem ficar de costas voltadas, em suma a auto-disciplina, tem sido tão feroz que me está corroendo a alma.

E estou então profundamente ferida, cansada e desalentada...

Não consigo mais manter a "pose", não quero calar-me mais e fazer de conta...

Dou comigo com uma vontade incrível de chorar, encoberta nos meus silêncios, a vaguear nas memórias passadas e recentes.

Dou comigo no meio de muita gente e a sentir-me em pânico querendo ficar sózinha, porque nada me diz nada e o silêncio é o que me apazigua e conforta.
Quanto mais tempo possa estar só mais segura me sinto.


Ainda contenho as lágrimas teimosamente, e sei que mais dia menos dia elas brotarão num diluvio sem tempo para parar.

Nem sei se deixe as minhas emoções surgirem como o fazia outrora ou se insista em auto-discipliná-las, apenas sei que está difícil saber geri-las.


Apenas sei que assim não posso continuar.


9 comentários:

instantes e momentos disse...

muito bom começar minha semana por aqui. Ótimo post,
Maurizio

Teresinha disse...

Bom dia querida
então o que se passa contigo tu uma mulher de força deixares-te abater assim.
Força querida levanta a cabeça e se te apetecer deitar uma lágrima deixa que ela deslize pelo teu rosto pois muitas das vezes alivia e deixa-nos pensar de outra forma.
Beijos e que tudo passe rápidamente.
Teresa

sonhos disse...

Minha querida amiga

Por vezes guardar e não dar azo às emoções, começa a ser um fardo enorme.

Se precisares chorar, chora.
Se precisares gritar, grita.
Se precisares de um abraço, aqui te deixo o meu bem apertadinho e cheio de força.

Beijinhos de coração

Anónimo disse...

Oh Luisa então? Não te deixes ir abaixo.Quando nós estamos em down às vezes é bom deixar cair varias lágrimas, isso faz com k o nosso coração fique mais leve.Por isso um conselho de amiga qd te sentires chora até k sintas bem.Beijocas grandes Carla

D.Antónia Ferreirinha disse...

Que dizer?
Faz o que o coração te manda.
Beijinhos.

Coragem disse...

Olha minha querida Luisa, eu nunca eduquei as minhas emoções, nem faço a minima ideia como fazê-lo.
De mim, brotam alegrias em forma de garalhada.
raivas em forma de lágrimas, nunca fiz questão de nada conter,
È assim que eu sou.
É assim que decerto serei sempre.
E está na altura de fazeres o mesmo.
Deixa sair de ti o que tiver que sair, limpas a alma, e segues em frente.
Deste modo, posso estar mal com muita gente, mas agora garanto-te, estou optima, comigo mesma.

Beijinho

Sónia disse...

Olá miga

Olha eu hoje passei aqui já tarde e li o teu post, e não gostei nadica... Mlher, vê se levantas esse espirito e ficas mais positiva, eu hoje tou aqui toda injectada de um cateter, tu sabes porquê, mas nem isto não me deixa DOWN !!!por isso faxavori, levanta esse Astral ok...

A vida é bela, e tu sabes bem isso.
coração ao alto que isso passa.

Beijocas desta tua sempre amiga e 1 xi :)

Sónia

Luísa disse...

OLá Queridas,

Obg pelas vossas palavras que sempre são um afago qdo se está menos bem.

Todos temos estas fases, penso eu, mas o que cmg agora se passa tem a ver c o facto de eu andar a evitar dizer umas verdades a quem precisa, e vou adiando, adiando, adiando, algo que nunca fiz na vida, bem como dusciplinar as emoções, só o faço há cerca de 2 anos. Aliás há precisamente 2 anos, mas penso que se não for agora que defina os limites qdo quiser já não posso.

E o que é certo é que quero ser genuina com algumas como sou com todas as outras, sem medo de ficar sem um afecto que mé precioso...

Beijinhos minhas lindas

Pipinha disse...

Querida e Doce Luisa, então linda? Vim aqui para ler os posts que ainda não tinha lido e deparo-me com este "down" e repressão de emoções.
Querida amiga, não faz nada bem guardares as coisas dentro de ti e ficares a remoer e a consumires-te toda por dentro.
Deita cá para fora o que sentes, o que tens para dizer e as lágrimas que tiveres que verter. Chorar alivia a alma!
Eu de vez em quando, quando estou muito cansada, choro, preciso descarregar para ficar mais leve. Ajuda bastante. A seguir à tempestade vem a bonança! Vais sentir-te bem melhor, acredita.
Se te apetecer chorar, chora, mas fá-lo sozinha, isola-te um pouco e chora tudo o que tiveres que chorar e depois arrebita a cabeça e ganha mais força para continuares a tua caminhada.
Abraço muito meiguinho te deixo.
Beijinhos.