quinta-feira, fevereiro 05, 2009

Nós duas...

Há 27 anos atrás, quase a fazer 28, quis Deus ou o Destino que os nossos caminhos se cruzássem.
Viéste fazer a minha baixa de parto quando a Susana nasceu, e ficáste depois de eu voltar.
Eras ainda solteira e boa rapariga (ainda és boa rapariga), e eu uma jovem mãe e casada há pouco tempo. Eramos basicamente umas pitas!
Lembras-te?
Os nossos dias de trabalho iam-se sucedendo, a amizade despontou, fortaleceu-se e à medida que o tempo ia passando fomos dividindo, alegrias, tristezas, confidências e uma apoiava a outra, até hoje graças a Deus.
Mais uma vez quis o destino que eu engravidásse de novo, e dois meses depois dizias ao meu ouvido a chorar " Também vou ter um bébé" !
Um sonho realizado, dado que há muito tentavas essa gravidez.
E em breve passeávamos as nossas lindas barrigas pelos corredores, refeitório, e todos os lugares que palmilhavamos juntas, até ao nascimento delas, a minha Ju e a tua Di.
Mais tarde chegou a tua (nossa) Sara, que com o tempo se tornou a minha cumplice e temos imenso em comum, como tu dizes: "Se ela fosse tua filha não era mais parecida!"
Pois é eu e a minha Sarinha somos assim!
Atenção Sarinha sim, mas só para mim, porque só eu a posso tratar assim! Né??:)
E os meses passaram, os dias voaram e os anos foram decorrendo...
A vida para nós não tem sido fácil, em inumeros aspectos, e penso que a falta de familia próxima que nos apoiasse, nos uniu ainda mais.
Afinal passamos mais tempo as duas diariamente, ao longo deste tempo que com outras pessoas.
Nos meus piores momentos tu estavas lá, nos melhores rias e festejavas comigo.
E vice-versa. Sempre assim foi.
Temos uma cumplicidade mágica, somos ambas hiper mega bem dispostas e irreverentes (eu mais, mas tu foste aprendendo, poxa o que eu tenho puxado por ti nher) e conseguimos rir de tudo e de nada, é talvez a forma de desopilarmos dos momentos piores. É o nosso escape.
Eu ando a passar momentos complicados e tu há já algum tempo vives horrores, não são problemas do cariz dos meus, mas infelizmente de outro, que por mais que eu queira não sei como os resolver, resta-me por isso ser a TUA AMIGA.
E é como tua amiga que digo e direi sempre: "Estou aqui "sinhora"! E estarei xempre!"
Não há palavras que te diga ou escreva que apaguem o mal que te fazem, não há flores que plante no teu jardim que alegrem os teus dias, mas existo eu, com um jeito tonto, amigo e presente, e assim tento animar-te, e só eu consigo arrancar-te risos entre lágrimas que correm no teu rosto, quando já não sei o que fazer.
É "poucachito" eu sei...
Mas também sei que nesses momentos te preencho e te faço feliz.
Queria fazer mais feliz ainda, "xabias"?
E vou tentando, um dia após o outro, até que uma de nós deixe de existir.
Ana eu gosto muito de ti minha amiga e "irmã".
Um xi daqueles que eu sei dar e tu gostas!



eu e a ana

Nós duas


Luísa

3 comentários:

Pipinha disse...

Uauuu querida amiga, adorei a foto, muito bonita!
E é maravilhoso ter amigas assim onde a cumplicidade, apoio, carinho existe em qualquer fase da nossa vida! Parabéns às duas por esse laço maravilhoso que criaram, ao qual se junto a filha Sara.
Espero que tenha corrido tudo bem ontem na consulta.
Luisa kida, hoje o meu Blog faz um anito de vida, por isso há festa de novo!
Conto contigo lá, sim?
Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

Pjsoueu disse...

Luisa:

Querida Cumadri" o que leio só confirma o que sinto por ti: - Uma amizade crescente, admirando-te sinceramente, cada dia mais..

Que bom ter amigos assim...

Um abraço muito apertadinho com ósculos com fartura:) Pj

sonhos disse...

Luisa amiga

Que bom ter alguém assim , com quem partilhar os bons e os menos bons momentos de nossa vida, são esses pequenos gestos, que fazem as grandes diferenças, que essa amizade perdure até.... Beijinhos querida
As melhoras à tua Ju