segunda-feira, junho 30, 2008

De alma lavada...

menina



Estás tão gira "Preciosa".
Gira, meiguinha e travessa.
És única meu doce amor.

Tantas palavrinhas bem explícitas,
tanta conversinha que queres fazer,
e até cantar já ensaias, em conjunto com a mãe.

A surpresa melhor foi ouvir-te dizer o meu nome.

Mãe - Como se chama a avó, diz lá a ela...
Lara - (sorriso) Issa... Vó Issa!

Bati palminhas, dei beijinhos fiquei com o
coração rejubilante de alegria e...
diga-se a verdade, um cadinho de vaidade:)

Não estivémos muito tempo juntas,
mas aproveitámos ao máximo o tempo que
tinhamos para matar as eternas xodadinhas.

- Não é?
- "Pix é":) (pois é)

O teu ronceirar junto das minhas pernas,
como uma gatinha melosa...
E quando te pego ao colo,
e ficamos ali juntinhas e te pergunto num murmúrio:
"Gostas da Avó?"
A resposta sai ágil :
"Gótas gótas!"

Fico assim embriagada de amor, de paz
como eu digo sinto-me,
"de alma lavada!"

A tua presença tem uma luz e uma força
que projectada em mim,
apagam as amarguras, os maus pensamentos, os medos,
e enquanto te tenho e nos dias que se seguem
fico com outra alma.

Uma alma mais pura, limpida de azedumes ou queixas,
é como se a mesma tivesse sido purificada,
deixando a acreditar que vale a pena viver,
quando outrora não pensava bem assim...

Lara, minha "preciosa",
nem imaginas o bem que me fazes,
a alegria que me renova
e a esperança que se reacendo,
fazendo-me acreditar que tudo é possível,
desde que o amor exista na sua essência mais pura.

E mais puro que o nosso amor... é impossivel:)

Pix é!

"Avó Issa"

14 comentários:

Cila & Di disse...

Oh Luisa...que lindo post este teu...já tinha saudades de ouvir falar da Larita.
O post de hoje vale por mil.
Beijo e bom inicio de semana

O Profeta disse...

A ternura mora em teu coração...


Doce beijo

Apenas... Amor aos Pedaços disse...

Oi querida que bom saber estas coisinhas lindas da larinha.
Que bom ter um aconchego desses
Beijinhos linda
Teresa

D.Antónia Ferreirinha disse...

Que amor grande e sincero.
Eu sempre ouvi dizer que os avós são pais duas vezes.
Peço imensa desculpa por ainda não ter retribuido a visita que me fez. confesso que foi muito descuido meu.
Agradeço a visita e aproveito para lhe dizer que será sempre muito bem vinda.
Beijinho.

sonhos disse...

Só mesmo uma criança para nos fazer derreter.

Avó babosa cheia de orgulho.
Parabêns.

Bjocas

Luisa disse...

Profeta,

Benvindo ao meu "coração" já o visitei mtas vezes, mas n deixei comentário... (acanhamento tz...)
E sabe o meu coração vive de amor e ternura, dp dos 40 entramos definitivamente na idade da ternura:)
Beijinhos

Luisa disse...

Cilinha,

Depois de ter de encerrar o travessuras ainda lambo as feridas desse assunto, e é preciso puxar cá de dentro 1º amor e dp a mágoa para sair algo assim:)

Beijos

Luisa

Luisa disse...

Teresinha e pensar que há um mês atrás as novidades da "Preciosa" surgiam diariamente no espacinho que criei para ela. A vida muda muito, né minha querida?
Mas pronto de vez em qdo aqui ficaram registos deste meu grande amor.

beijocas doxes

Luisa disse...

D. António Benvinda "chez moi"!:))


Todos os dias a visito sabia? via blogue da Coragem, com ela descobri blogs excelentes!

Gosto do seu estilo, qdo a leio parece que a ouço a falar... Olhe é Excelente!

Prometo começar a deixar o meu comentário e não passar por lá meio ás escondidas:)

Um beijinho

Luisa

Luisa disse...

Paulinha

Bem sabes que o amor não é mensuravel, mas eu acho q qdo somos avós tamos a pedir imenso pa dar amor e recber e dp é uma espeice de milagre de Deus!

Dp me dirás qdo chegar a tua altura:)

Beijocas

Coragem disse...

Luisa, minha doce luisa, sei que não era motivo, mas fiquei de tal forma enternecida, que chorei perante as tuas palavras...

Amor tão lindo tão bem descrito ao pormenor, amor tão profundo, tão doce.
Olha deixo-te um beijo, fiquei assim, fiquei pronto.

Luisa disse...

Querida coragem,

Um dia vais viver um amor assim.

Sabes, eu pensava que o maior amor da minha vida era o que sinto pelas filhas e descobri que o de avó é igual, a forma de o narrar é a ternura dos 50 que o permite:)

Um beijo imenso daqueles que só a cumplicidade que temos pode atingir:)

Goto de ti!
Luisa

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.