quinta-feira, junho 05, 2008

Glaucoma...


Bom Dia!

Ontem falei aqui duma doença da visão
que se chama GLAUCOMA.

Para que tenham uma noção da gravidade
da mesma, e de como pode surgir
deixo-vos um excerto dum texto elucidativo
que retirei da internet.




GLAUCOMA



glaucoma



O glaucoma é uma das principais causas de cegueira em Portugal,
sobretudo nas pessoas mais idosas.
Felizmente, a perda de visão provocada pelo glaucoma é evitável ,
se detectada a tempo.


O glaucoma é uma doença do nervo óptico em que este é afectado
pelo aumento de pressão intra ocular,
diminuição da irrigação e outros factores acessórios.
Estas alterações provocam uma típica perca do campo visual
assim como alterações macroscópicas do nervo óptico (escavação)
que ajudam a definir esta doença.


A alteração mais sugestiva de glaucoma são as perturbações no campo visual
já que pode existir glaucoma com Pressão intra-ocular
“ normal ” (abaixo de 21 mmHg)
ou escavação do nervo óptico grande sem glaucoma .
Entende-se por escavação, zona do nervo óptico que não tem fibras nervosas.

Existem basicamente 2 tipos de glaucoma:


Glaucoma crónico de ângulo aberto

É sem duvida o mais comum (90%)
e resulta da perca de eficiência da zona de escoamento do humor aquoso .
Este transtorno vai originar um aumento da pressão intra-ocular
com consequente lesão do nervo óptico .
A lesão evolui lentamente e é indolor.


Glaucoma agudo do ângulo fechado

Bloqueamento súbito da zona de escoamento com
aumento importante da pressão intra-ocular ( > 45 mHgm )
e provocando ;
visão turva,
dores de cabeça,
dor ocular interna,
auréolas com cores,
náuseas e vómitos,
olho vermelho, etc.
Constitui uma emergência em oftalmologia
o tratamento dum ataque de glaucoma agudo .


O habitual glaucoma crónico, o mais frequente,
pode passar despercebido pelo doente.
Infelizmente não dá dor, diminuição da acuidade visual
inicialmente e quando o doente se apercebe que algo não está bem,
então é porque a doença já está muito avançada.

Por estas razões torna-se imperativo um diagnóstico precoce
afim de evitar uma perca de visão que é perfeitamente evitável.
Assim, torna-se mandatório, a partir dos 40 anos,
na consulta de oftalmologia, medir a pressão intra ocular (tonometria),
avaliar o nervo óptico (oftalmoscopia),
inspeccionar o ângulo de drenagem do olho (gonioscopia).


Sempre que existe suspeita , outros exames são importantes:

» Campos visuais

» Tomografia do Nervo Óptico


No tratamento do glaucoma é sempre necessário não esquecer que:

As lesões já existentes não podem ser revertidas.

O tratamento existente actualmente é muito eficaz
e destina-se a prevenir ou deter a evolução de lesões glaumatosas.

O tratamento é crónico, isto é, para toda a vida,
só o oftalmologista pode interromper ou mudar a terapêutica
(nunca fazer por iniciativa própria).

O fundamento do tratamento do glaucoma
consiste em baixar a pressão intraocular.
A maioria dos doentes consegue baixar a pressão intra ocular
apenas usando colírios.
Se esta situação falhar é possível fazer laserterapia - trabeculoplastia,
no glaucoma de ângulo aberto, ou iridotomia, no glaucoma de ângulo fechado.


Uma outra alternativa de tratamento é a cirurgia:

Trabeculectomia -
Criação de uma nova saída do humor aquoso
com o objectivo de baixar a pressão intra ocular.
Embora as complicações da cirurgia moderna raramente sejam graves,
elas podem ocorrer, assim como em qualquer intervenção cirúrgica .
Por esta razão, a cirurgia está indicada
quando o risco de lesões do nervo óptico provocadas pelo glaucoma,
é maior que o risco cirúrgico.


Conclusão


Devido a esta doença provocar cegueira, que é evitável,
e não dar sintomas nas fases iniciais,
o tratamento é mais eficaz nas fases precoces.

***********************************************************************************

No caso do meu marido, que tem Glaucoma Crónico,
foi-lhe apenas detectado aos 16 anos
quando ele já o tinha desde os 8 ou 9 anos de idade.
Há 53 anos atrás a Medicina não era o que é hoje
e para quem vivia no Alentejo Profundo,
tudo isto era desconhecido...
Actualmente, vivemos um dia de cada vez,
pedindo que a espada de Tântalo(cegueira)
nunca se abata sobre as nossas vidas.

8 comentários:

Coragem disse...

Querida Luisa é sempre bom saber estas coisas, o saber nunca ocupou lugar. Gosto de me manter informada, essencialmente sobre problemas relativos a saude.

Lamento sinceramente que o teu marido sofra deste mal...

Um beijinho para ti e para ele também

Pjsoueu disse...

Luisa, cheguei agora de uma pequena viagem....
E vim matar saudade , lendo.te e aprendendo mais sobre esse tema de saúde.

Desejo sinceramente, que vá tudo bem contigo e teu marido, agora e no futuro.
Um ou mais...lol...beijinho do cumpadri do Alentejo.Pj

Luisa disse...

Pj e Coragem
(ando poupadinha eu.. escrevo logo para os dois)

Agradeço as vossas palavras, amigas e gentis como sp, e de facto Coragem saber um pouco mais sobre as doenças é importante, e eu que o diga.

Um beijinho doxinho pa cada um!

Luisa

Luisa disse...

Pj e Coragem
(ando poupadinha eu.. escrevo logo para os dois)

Agradeço as vossas palavras, amigas e gentis como sp, e de facto Coragem saber um pouco mais sobre as doenças é importante, e eu que o diga.

Um beijinho doxinho pa cada um!

Luisa

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Luisa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Maria Cavalcanti disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Fádina disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.