terça-feira, julho 15, 2008

Soltamos os sentidos...

corpos



Às vezes, só às vezes
Não precisamos usar as palavras
não precisamos...

Soltamos os sentidos
e deixamo-los conversar
eles entendem-se...
Para quê ferir o silêncio?...

Tempo de amor,
Em cada papoila rebentam sorrisos
sedentos das vozes de nós dois.
De nós, que gostamos de papoilas e de espigas
e de rios que soletram palavras
em cada uma das pedras por onde passam.

É sempre tempo de sorrisos
nas vozes molhadas
no sentido das palavras
com que construímos
a nossa poesia o nosso amor...

Arde-me o desejo,
desejo de ti...
dos teus braços.

Abraços tão fortes e doces
a jeito para mim.
E os teus beijos desejos
de mel e jasmim

Solto os sentidos
tocando suavemente
o teu corpo quente a pulsar...
sem medo de amar,
de me amar a mim.

O meu corpo é o teu corpo
o meu jeito de ser a teu jeito...
sabendo que me amas assim...


17 comentários:

sonhos disse...

Amiga

Que lindos sentires.

Amor,sonhos,desejos, adorei este poema.

Bjocas

ONDINHAS disse...

sabes "as mais lindas palvras de amor sao ditas no silencio de um olhar"

um beijo enorme

Coragem disse...

Eu diria antes que perante este envolvimento as palavras nem sequer são necessárias.

Os gestos dizem eles muito mais do que é preciso para se fazerem entender.

Adorei Luisa o teu poema

Beijinho menina

Pjsoueu disse...

Luisa;)
"ulalalá.......

-Gostei de "ver" lendo este teu sentir. Sublinha o que este compadre pensava; e, agora mais, acerca da forma apaixonada como a minha "Alfacinha" sente a vida e o amor na sua plenitude.:)

Gosto do teu jeito de "gostar" da pessoa que assim amas:)

Do sê compadre com muita amizade; - Pj -

Xinha disse...

Luisa...

Belos sentires... lindo poema, onde tão bem expressas o amor ...

Xi-coração

Cila & Di disse...

Aiiii...gostei tanto destas tuas palavras tão sentidas e bonitas..
Beijos

Pipinha disse...

Olá querida Luisa, pois é... amar é mesmo assim!! E muitas vezes não é preciso falar, basta sentir todas as coisas gostosas e ver o brilho no olhar, o sorriso nos lábios, o partilhar todos esses desejos...
Obrigada pela tua presença no meu cantinho e miminho deixado.
Boa semaninha cheia de coisas boas!!
Beijinhos carinhosos e abracinho meiguinho.

Um ser Pensante disse...

ok, passei pelo teu blogue e gostei.
Apetecia-me roubar os teus
poemas.
Diz-me como se pode ir buscar a
bandeira para colocar no
blogue e outros simbolos, se
puderes.
Bj.

Luísa disse...

Paulinha,

O que se snete nem sp consigos narrar, eu apenas tentei:)

Beijinhos doxes

Luísa disse...

Ondinhas

Eu sei e conheç a frase, e por isso digo e repito que há momentos tão especiais que as palvras não são necessárias.

Beijoca pa ti!

Luísa disse...

Coregem ma Chérie,

O meu poema fala do que sei e sinto, nunca me atrevi a escrever do que não sei... e neste caso específico sei e bem:)) Oh se sei:)))

Beijinhos memo mas memo muito grandes na minha lindona alentejana!

Luísa disse...

Compadre um ganda ulálá pa si também:)!!

Afinal já me vai conhecendo mto bem, eu não me escondo, mas os bons leitores como o Compadre lêem não só o que escrevo como o que fica nas entrelinhas.

Vá de bêjos para si e bonita familia!

Luísa disse...

Xinha

Tu que tanto escreves sobre o amor e tão bem, teres gostado que deixei aqui é uma honra!

Bem Hajas!

Beijosssssss

Luísa disse...

Cilinha

a Poestisa és tu eu apenas arranho umas coisecas:))))

Beijocas fofitas pa tie Di.

Luísa disse...

Pipinha

é tão bom receber-te nesta minha humilde "casa".

Claro que te visitei e visitarei deixando sp mimos porque sou uma mimada de marca maior!

Beijokinhas

Luísa disse...

Um Ser Pensante,

Obg pela visita, e ainda bem que gostou deste espaço.

Não teria qq problema em lhe ceder os códigos da bandeira, mas não sei para onde e como lho enviar.

Sugiro que me contacte via email (ver no meu perfil) e no que eu puder estou ao dispor.

Seria simpático eu poder ver o seu blogue, que infelizmente é restrito a convidados... mas o dono do blogue é que sabe...

Break Silence disse...

O meu corpo é o teu corpo
o meu jeito de ser a teu jeito...
sabendo que me amas assim..

E não é tão bom quando e assim, em que não é preciso palavras e basta apenas o sentir?
Beijos