segunda-feira, setembro 14, 2009

A vida continua

Porque a vida cntinua, mesmo que hajam nuvens que pairam sobre nós, sabemos queo Sol volta sempre...

E para desanuviar nada como rir, assim sendo deixo-vos um monólogo


Monólogo da Bêbada:
Uma mulher bela e elegante sai de um bar com uma enorme bebedeira.
Caminha em direcção do seu automóvel, um BMW novíssimo, e com a chave tenta abrir a porta mas o seu estado alcoólico não o permite.
Quando se baixa um pouco para se aproximar da fechadura acaba por cair e ficar sentada de pernas abertas ao lado da porta.
Desesperada com a situação olha para baixo e reparando que não tem cuecas começa a falar com a sua própria vagina:

- Tu pagaste o carro... tu pagaste as jóias... tu dás-me tanto dinheiro.... tu permites que escolha o homem que me apetecer... tu pagas a mansão que comprei...


E de repente começa a mijar-se e diz:

- Não precisas de estar a chorar que eu não estou zangada contigo !!!!

Façam o favor de sorrir:)

Boa semana!

Luisa

2 comentários:

Nuno Ribeiro disse...

Tocou o meu coração.
Nuno Ribeiro

Madá disse...

essa é a Luísa, ora pois!
este é o detalhe que me fascina em vc, a capacidade de rir, mesmo quando a vida te força a chorar. a força pra resistir ao vendaval, com elegância e bom humor,
(em cima do salto quinze, sem desmanchar o penteado, lógico...)rs
quando eu crescer quero ser como vc!
Força na peruca, dona Luísa!
miminhos p Ju.
bjs

.