quinta-feira, maio 29, 2008

Como as árvores...

como as árvores




Ontem vivi uma experiência, que me parecia
ter deitado por terra...

Há cerca de dois anos iniciei um blogue,
o Travessuras de Lara, era uma espécie
de filho, nasceu de mim e ali relatava
a evolução da Preciosa.

Sem fotos, sem nomes de locais,
em suma cuidadosamente redigido
para evitar conflitos familiares.

Mas por mais que eu tente,não me deixam,
fui admoestada há uns meses,
como se fosse eu a miuda pequena e quem me falou o adulto

Fiquei na época a pensar encerrar o espaço,
mas depois pensei que não...
Ainda mais me cuidei na escrita, sabendo
que a censura ainda existe, não clara, mas mórbida e insidiosa...

Ontem a chamada de atenção foi a gota de água.

Eu tenho alguma necessidade de ser sistematicamente
penalizada porque adoro a minha neta?
Eu tenho que passar a vida num sufoco, sempre com medo, de a perder?
Eu tenho que pensar tudo bem e só depois fazer, sob pena de ouvir reparos?

NÃO!!!!!!

Nem o meu pai me controlou e o marido idem aspas,
tou lá eu agora disposta a isto?

Depois de ouvir os "quê e "porquês"
da chamada de atenção apenas respondi:
"Esse assunto termina aqui
vou encerrar o Travessuras, eliminá-lo mesmo,
para que não fique sequer um sinal,
desse "filho" que apenas era meu."

Fiquei de rastos.
Chorei convulsiva e copiosamente.
Cá dentro reinava a tristeza, a raiva a revolta!

O Travessuras morreu hoje ás 10h da manhã...
Mas não eu!
Porque eu sou como as árvores, forte e disposta
a dar abrigo debaixo dos meus ramos...

E como as árvores
Hoje estou aqui: DE PÉ!

Sim, porque mesmo á hora da minha morte serei sempre a árvore...

"AS ÁRVORES MORREM DE PÉ!"

8 comentários:

Simão disse...

Olá Luísa, lamento que tenhas tido que passar por uma situação dessas...apesar de não te conhecer pessoalmente, tens um lugarito no meu coração(assim cm a Larita, claro), e sei que não merecias tamanha injustiça!

Resta-me desejar-te muita força p ultrapassares esse desgosto...beijocas grandes cheias de carinho

Patrícia & Simão

p.s- Sabes, que existe um site que permite passar os post de 1 blog para livro...porque não tentas faze-lo e guarda-lo...um dia qd a Larita for mais crescida terá certamente muito gosto em ler o relato dos seus primeiros 19 mesinhos de vida.

Luisa disse...

Querida Patricia,

Já passei por muito nesta vida, esta foi a perda mais recente, temo por outra sempre...mas enfim melhor nem pensar nisso q atrai...

Não sabia de facto do site e até as cópias de segurança do blogue foram eliminadas, o registo do Travessurts tá nas minhas memorias e dos q lá iam e gostavam.

Beijinhos e obrigada Linda, ahh beijocas doxes ao Ximão:)

Luisa

Pjsoueu disse...

Luisa:
Podem impedir que escrevas o que sentes. Não podem fechar a porta do teu coração nem o sentimento nobre e lindo que dentro de ti fervilha de ternura.

o importante é que continuas a ser quem és: - Avó babadinha, e pessoa que to a aprender ( nas entrelinhas) a conhecer com admiração.

sempre.bjs de Pj

Luisa disse...

Bom dia PJ

Obrigada pela tua presença aqui e acima de tdoa as tuas palavras.

Hj tou lambendo feridas e mais emotiva que o usual, lacrimejar é o q tá dar:)

Mas como eu disse sou como as árvores, posso sofrer fortes abanões mas resisto.

Beijinhos carinhosos

Cila & Di disse...

Luisa querida, sabes que tenho muita pena de não poder continuar a acompanhar as travessuras da nossa Larita...mas da minha parte estarei sempre aqui para ti.
Beijo

Luisa disse...

Olá Cila

Eu sei que sim, alias todas as minhas amigas têm ao longo do dia o mesmo...

Quer por mail quer aqui...

Só quem escreve por amor entende.

Obg pelo carinho

beijocas pa ti e DI

Coragem disse...

Luisa, lembro de ter entrado uma vez nesse blog, onde ia escrevendo diliciosamente sobre a netinha, menina que claramente demonstra o seu amor.

Além disso não faço ideia o que aconteceu, que a fez fechar esse blog, seja como for é uma pena, não devia ter apagado, apenas fechado.

Bjs

Luisa disse...

Querida Coragem,

Eu até sou uma mulher com um lato poder de encaixe e paciência, mas há muita coisa que me tem vindo a incomodar, e o que menos tolero é o policiamento e a censura, e eu decidi que tinha que colocar a "casa" em ordem.

Manter o blogue da Lara encerrado, mas online, iria ser terrivel para mim, pq iria lá sp e iria chorar todos os dias, e comigo o mal corta-se pela raiz.

Tou cansada Coragem... de levar pontapés no cú...
E assim encerro algo que me era precioso, e ao eliminar é como quem diz :"quem olhos não vê coração que não sente..."

Quem sabe um dia não comece a escrever sobre a minha Preciosa, e compilando tudo não lhe ofereça quando ela tiver 18 anos...

Nunca se sabe, para já não quero mais, a sério iria mater-me cada dia um pouco mais, e eu quero sentir-me viva:)

Um abraço

Luisa