terça-feira, maio 27, 2008

O Trigo e o Joio

rtigo e joio

Ás vezes comparo a minha vida a uma seara...

Lançada a semente á terra, nasci e de mim cuidaram
e zelaram para que me tornasse num campo verdejante
de trigo, que ao sabor do Sol e do Vento, ondulava
ganhava formas e contornos de uma espiga que prometia.

Duas etapas já descritas, e a verdura dos anos
foi-se sedimentando e mudando de cor,
ficando dourada, mais madura mas ainda assim bonita
de se ver e um dia mais tarde deixar-se colher.

Mas todas as searas, têm além das belas espigas
de trigo, algum joio que as tenta minar,
corroer, sugar a sua força e candura, como
um parasita tenta viver da força do seu hospedeiro.

A seara só por si não sabe como combater o joio,
como o separar das suas espigas ao Sol,
mas com ajuda, com persistência, a tendência
é a seara viver e o joio morrer.

Leva o seu tempo, mas na vida tudo são etapas,
viver as mesmas é aprender a ser paciente,
até que um dia a seara brilhe na planície
beijada pelo Sol quente e envolvente
duma tão bela paisagem.

E quando o trigo está maduro, a seara atinge o
seu auge, é impossivel ficar indiferente á mesma.
É a etapa que vivo agora...

Mais tarde a seara será colhida,
e das lindas espigas douradas fica o restolho.
Sem a beleza de outrora, mas uma marca firme
de que ali a seara existiu.
Deixou um rasto, uma marca no campo onde viveu,
e a certeza que lançou sementes,
que irão seguir as suas pisadas vivendo cada etapa
também como o trigo e o joio.



4 comentários:

Coragem disse...

Luisa, que texto bonito, onde assemelha a sua vida, aos campos de trigo.

Nunca me tinha apercebido, que podemos ser isso mesmo, com as transformações que vamos sofrendo ao longo dos anos.O importante é que seja em que altura for, nos sintamos bem, com a vida e o que ela vai moldando em nós.

Beijinho e reforço uma vez mais, longe de mim ter ficado magoada, com as suas palavras

Pjsoueu disse...

Luisa,
Gosto quando entro neste seu lindo espaço.

Delicio-me pela veracidade e lucidez dos pensamentos e princípios de vida vividos.

Entre os vários pontos apresentados tendo como tema a seara"....permita que sublinhe o facto da seara ser mais linda à medida que mais madura fica, no seu ondular dourado.

Gosto de olhar na planície dos seu viver o dourado do seu sentir, a vida:)

beijo com o sabor das planícies de ternura, alentejanas .pj:)

Luisa disse...

Querida Coragem,

Antes de mais agradeço o seu comentário e as suas palavrinhas.

Sabe, quando se chega aos 50 (cheguei recentemente) já vivemos imenso, e consequentemente muita coisa se passou, e achei que nada como uma seara para ilustrar um pouco este meu percurso pela longe estrada que se chama Vida.

Beijinhos

Luisa

Luisa disse...

Amigo PJ,

Só quem aprecia a sua vivência ( com mta coisa boa, e outras antas más) e da mesma tirou ensinamentos
se sente tranquila ao redigir sobre si mesma, e como vê a sua Vida.

Aprender a estar de bem cmg, foi uma longa caminhada, e mais irei aprender se Deus quiser:)

Beijinhos e obg pelas palavras lindas que me deixa sp, nessa sua alma de poeta.

Luisa